top of page

Perda de Campo Visual: Tratamento de Restituição, Substituição e Compensação

Atualizado: 28 de mar. de 2020

A perda de campo visual pode ocorrer por lesões que afetam qualquer parte da via visual, desde a retina, passando pelo nervo óptico e derivações, até o córtex visual primário e suas associações. Portanto, doenças oculares (como glaucoma e retinopatia diabética), e doenças neurológicas como o AVC, ocasionam perdas de campo visual.

É caracterizada pela perda da visão em determinadas regiões, e pode ser classificada como quadrantopsia, hemianopsia bilateral e hemianopsia contralateral. Existe ainda, uma situação não classificada como perda de campo visual por alguns autores, porém com apresentação similar, que é o chamado escotoma, ou seja, um ponto específico da imagem visual que aparece como uma mancha preta em alguma região do campo visual.

Do ponto de vista funcional, a pessoa com perda de campo visual apresenta dificuldade na realização de cálculos e pode por exemplo, bater-se em portas e mesas. É bastante comum a negligência de um lado do corpo, ocorrendo situações em que se come a comida apenas de um lado do prato. O desempenho de atividades de vida diária tornam-se muito difíceis para pessoas com déficits de campo visual e atividades como dirigir tornam-se complicadas e são desaconselhadas inicialmente.

O tratamento para este tipo de disfunção é dividido em três tipos de terapia.

A primeira delas é a terapia de restituição, e tem o objetivo de restaurar o campo visual perdido. Atualmente, existe boa perspectiva de restauração parcial de campo visual com o uso da neuromodulação transcraniana não invasiva.

O segundo tipo de terapia, a terapia de substituição, tem sua principal abordagem por meio do uso de óculos com prisma e adaptação de ambientes.

Mais comumente utilizada, a terapia de Compensação é o terceiro tipo de tratamento utilizado. Esta, consiste no treino de exercícios e movimentos oculares e posturais a fim de compensar o campo visual perdido.

As perspectivas futuras para o tratamento da perda de campo visual são boas e estudos indicam que a união entre a neuromodulação transcraninana não invasiva com os exercícios oculares apresenta bons resultados.

O Fisioterapeuta Neurofuncional, com treinamentos em Fisioterapia Ocular e Neuromodulação Transcraniana não Invasiva é o profissional indicado para o tratamento.

O trabalho interdisciplinar entre Fisioterapeuta, Oftalmologista e Optometrista, novamente é a base para o melhor tratamento.




6.380 visualizações4 comentários

Posts recentes

Ver tudo

4 Comments


anedede1
Oct 31, 2023

Meu esposo é portador de glaucoma, hoje controlada depois de busca de muitos tratamentos. Em consequência disto ele perdeu o campo visual , precisando urgente de um tratamento. Quem vocês indicariam como o que de melhor existe no nosso país?.

Aguardo ansiosa uma resposta.

Like
Bernardo Lara
Bernardo Lara
Nov 05, 2023
Replying to

Boa tarde! Tudo bem?


Para a perda de campo visual como consequência de glaucoma, o primeiro tratamento é o médico, com medicações e etc.... que o que me parece já vem sendo feito.


Para terapias não medicamentosas é possível realizar a estimulação visual (com estratégias para tentar a restituição e/ou compensação do campo visual perdido), associada a neuromodulação transcraniana. Vale ressaltar que este tipo de tratamento, para esta população e neste momento, ainda não tem todas as respostas. Não é possível garantir melhora, por exemplo....


Para mais informações, deixo aqui o telefone do Bernardo Lara, responsável por estes tratamentos aqui na clínica --> 54 996052510

Like

jozimendes31
Jul 16, 2021

Eu Josiane estou com olho esquerdo sem enxergar , fiz exames e ofitalmolista , deu o agnóstico q deu trombose , q seria AVC , gostaria d sabe tem yratamento?

Like
Bernardo Lara
Bernardo Lara
Jul 16, 2021
Replying to

Oi Josiane. Por favor, faça contato pelo telefone 54 996052510 ou pelo email ftbernardolara@hotmail.com . Existem tratamentos sim.

Like
bottom of page